A definição do debug no WordPress é facilmente obtida através de algumas constantes dentro do arquivo de configurações wp-config.php. No entanto, pode ser interessante alterar o nome ou esse arquivo de lugar para manter os logs restritos a equipe de desenvolvimento.

Esse código faz parte da série de snippets “Erros no WordPress”. A proposta visa manipular e trabalhar com todos os tipos de erros no WordPress de modo organizado a fim de deixar o Tema e o Plugin em que se está trabalhando em perfeito funcionamento.

Por padrão o debug no WordPress está desativado, você consegue ativar o debug apenas para log e não exibição dos erros em seu Tema usando as constantes em seu wp-config.php:

define('WP_DEBUG', true);
define('WP_DEBUG_DISPLAY', false);
define('WP_DEBUG_LOG', true);

Essas definições vão gerar os erros dentro do arquivo debug.log na pasta wp-content. Para alterar esse comportamento, mantenha o debug do WordPress desativado e utilize as definições para depuração de erros do PHP de maneira direta:

define('WP_DEBUG', false);

ini_set( 'error_reporting', E_ALL );
ini_set( 'display_errors', 0 );
ini_set( 'log_errors', 1 );
ini_set( 'error_log', dirname(__FILE__) . '/wp-content/errors.log' );

Com os códigos acima o comportamento do debug é o mesmo (não exibe os erros em tela, apenas armazena no arquivo de log), porém o arquivo destino dos erros passa a ser errors.log.

Caso você queira saber mais sobre Debug no WordPress, veja também: